BEST@Coimbra: Hackathon + Visita@Altice Labs

26/07/2019     BEST@Coimbra / Hackathon / IoT / Smart Cities / Big Data / Analytics

« Voltar a notícias

« Anterior   /   Próxima »

imagem da notícia

No dia 22 de julho um grupo de 33 alunos do programa BEST@Coimbra - Board of European Students of Technology - integrados num Curso de Verão de 2 semanas, visitaram a Altice Labs e participaram num hackathon.

Inserido no leque de atividades da gestão de inovação, este hackathon foi dedicado ao tema "From green to smart and green: how to transform Corvo Island (Azores) into a smart island" e o objetivo foi recolher do exterior feedback e ideias disruptivas.

Da parte da manhã,iniciou-se uma breve apresentação da Altice Labs, a cargo de Paulo Margaça da direção de Estratégia de Inovação e Tecnologia, onde destacou os principais projetos e marcos históricos da empresa aos 33 alunos do BEST@Coimbra. Um dos objetivos deste grupo de alunos durante o curso, prendia-se com ter contacto real com uma empresa tecnológica avançada e que tivesse trabalho de investigação e produtos no mercado usando a Internet of Things.

De seguida, Fernando Morgado, também da direção Estratégia de Inovação e Tecnologia, fez um enquadramento mais técnico sobre IoT, Smart Cities e Big Data (temas relevantes para o desafio da parte da tarde).

As apresentações terminaram com a exposição do desafio para o hackathon a cargo de Pedro Carvalho, da direção Estratégia de Inovação e Tecnologia, deixando assim os alunos motivados e expectantes para a atividade da parte da tarde. Previamente ao almoço, o grupo teve ainda oportunidade de visitar o campus, de forma a conhecerem a Altice Labs, algo que, para eles, era bastante importante, dado o seu interesse na empresa e em tudo que estivesse relacionado com projetos na área de IoT, Smart Cities, Big Data e analítica.

José Teodoro da organização e Filip Vitkovski, aluno do curso de Verão, não quiserem terminar a manhã sem deixaram o agradecimento à Altice Labs pela excelente visita proporcionada e oportunidade de verem, in loco, os trabalhos que são feitos numa das maiores empresas de Portugal, principalmente na área das telecomunicações.

No início da tarde, no hackathon,e já organizados em equipas, os participantes começaram por dar asas à sua criatividade onde, recorrendo apenas a símbolos e num máximo de 7, tinham de desenhar uma frase atribuída à sua equipa. Já num ambiente mais descontraído, iniciou-se então a resolução do desafio considerando, para o efeito, dois possíveis perfis de interessados naquela ilha (um habitante e um turista) e usando, para tal, o mapa de empatia (para melhor compreenderem as dores e os desejos das personas em questão) e o brainstorming (para garantir uma grande quantidade de ideias). Todas as equipas foram apoiadas por um mentor da Altice Labs, que ajudou a manter a dinâmica de trabalho assim como esclareceu todas as eventuais dúvidas que pudessem surgir.

Para terminar o desafio, e de modo a identificar o vencedor, o Júri do Hackathon (Paulo Pereira, Pedro Carvalho e Fausto de Carvalho, todos da direção de Estratégia de Inovação e Tecnologia) assistiu ao pitch de cada uma das 5 equipas.

Enquanto explicavam a sua interpretação e possível solução para o desafio, os elementos da equipa selecionaram as suas cinco melhores ideias ao mesmo tempo que respondiam a questões do Júri que, em jeito de feedback, deu o seu contributo com a escolha das 3 melhores ideias.

Terminados todos os pitchs, o Júri reuniu-se e, considerando as ideias de todas as equipas assim como o seu envolvimento no trabalho e a sua dinâmica, identificou uma equipa vencedora, assim como uma menção honrosa.

Antes de se despedirem da Altice Labs, os estudantes presentearam a organização do hackathon com uma atuação de dança de grupo, apresentando a dança do BEST International, bastante dinâmica e divertida!

Os resultados deste dia servirão como ponto de partida para ideias de projeto que serão partilhadas com o Governo Regional dos Açores fomentando-se, assim, a parceria que se espera manter entre a Altice Labs e aquele órgão governativo, dada a presença da Altice Labs em S. Miguel e Ilha Terceira.

« Voltar a notícias

« Anterior   /   Próxima »